header

II Caminhada Solidária

 
1 de Maio de 2017

 

 

Conforme agendado, o Centro Social e Paroquial de São Joaninho, realizou este feriado, 1 de Maio, a Caminhada Solidária a favor da mesma instituição. Com partida no Adro da Igreja Matriz, os 80 participantes caminharam pelos campos de São Joaninho até a estrada nacional daqui rumando à Chancela onde se encontrava uma carrinha de apoio facultando fruta e água.

Deste posto dirigimo-nos para o Parque do Lameiro na povoação vizinha de Alvarim onde alguns caminhantes fizeram renascer a criança interior.

De salientar que todos os cruzamentos estavam bem sinalizados com os jovens do Jotrena a orientarem o trânsito. Destaque também para a sinaleta colocada no dia anterior pelo Nuno Carvalho que nos orientou nestes cerca de 9 km de caminho.

Mais uma vez, os participantes demonstraram a sua solidariedade, participando de forma ativa nesta Caminhada, seguido de almoço convívio na convidativa sombra do Passal. O almoço muito bem confecionado e constava de arroz de feijão com grelhada mista e salada. Para sobremesa um delicioso e fresco melão.

Um agradecimento aos que aderiram a esta iniciativa, pela sua boa disposição e boa vontade, assim como a todas as pessoas que nos bastidores também participaram e que de alguma forma deram o seu contributo.

 

 

 

 

Convívio de Natal

 
18 de Dezembro de 2016

 

 

O Centro Social e Paroquial de S. Joaninho celebrou no dia 18 de dezembro o tradicional almoço de Natal. Estiveram presentes alguns antigos diretores da Casa e os atuais órgãos que servem a Instituição. Esteve também o Sr. Presidente da Câmara, Dr. Leonel Gouveia, bem todas as instituições e organismos da Freguesia: Junta de Freguesia, Rancho Folclórico e Etnográfico, Clube Recreativo; entre outros convidados que colaboram na prestação qualificada de serviços do Lar. O Presidente da Direção, Pe. Virgílio, a todos saudou e dirigiu um especial incentivo ao grupo de Colaboradores e Colaboradoras que, pelo seu empenho quotidiano, espelham a beleza dos cuidados a este grupo etário. Uma palavra muito especial foi dirigida aos clientes que usufruem destes serviços, prestados por equipas responsáveis e qualificadas nas diversas áreas.

Por fim, após algumas intervenções dos clientes, que declamaram belas poesias e as músicas interpretadas pelos Colaboradores, o Presidente desejou a todas uma ótima Quadra Natalícia e muito Festiva! 

 

 

 

 

 

 

 

IV Festa das Sopas e Benção do Cruzeiro do Passal

 
23 de Outubro de 2016

 

 

No passado dia 23 de Outubro, em São Joaninho, teve lugar a IV Edição da Festa das Sopas, promovida pelo Centro Social e Paroquial de S. Joaninho. Este ano, a Igreja Paroquial associou-se à organização com a bênção do Cruzeiro, que foi colocado no recinto do passal. O Grupo de Cantares de Lobão da Beira contribuiu muito eficazmente para a dimensão recreativa e lúdica deste dia.
Desde 2014, tem vindo a ser feito um conjunto de melhoramentos neste espaço que, até então, era um verdadeiro matagal e silvado. Foi feito um itinerário circundante, para caminhadas pedestres e à volta plantado um bosquete (várias espécies de árvores de folhagem caduca). Aproveitando uns plátanos de grandes dimensões, construímos um espaço de parque de merendas, em chão granitado, mesas de madeira e fontanário, circundado por sebe texana de madeira. Frente a este parque, foi delineado um lugar para a colocação do cruzeiro, em rotunda, ladeado por quatro canteiros, revestidos de citrinos variados. Na encosta, foram colocadas plantas para embelezamento e segurança das terras, encimada por vedação texana de madeira. Para o acesso ao salão paroquial, foi implementada uma imponente escadaria em madeira e no canto oposto uma escadaria em granito, aproveitado de uns degraus em ruinas. O centro de todo este espaço é a belíssima cruz, esculpida em granito amarelo, simbolizando que a Cruz e a Glória de Cristo, são também os símbolos maiores da caminhada humana.
Esta cruz tem significado acrescido, pelo facto de ter sido a cruz antiga da Igreja Paroquial de S. Joaninho, que nas obras de remodelação da Igreja, ficou danificada e ‘abandonada’, construindo uma nova para o seu lugar. Alguém, entretanto, viu a cruz, ‘cuidou’ dela, ‘tratou-a’ e guardou-a até que este ano surgiu a oportunidade de ser colocada neste aprazível espaço. A pessoa que tinha esta cruz já várias vezes me tinha abordado, no sentido de querer doar a cruz à igreja. Mas só este ano surgiu o ‘momento kairótico’ de a reutilizar dignamente. Após lhe sugerir esta possibilidade, o senhor António ficou altamente agradado com a iniciativa.
Foram muitas as presenças que quiseram assinalar este evento; entre eles os clientes do Lar de Idosos, para os quais este espaço também foi pensado. Todas as Instituições da terra, bem como a Câmara Municipal de Sta. Comba Dão, se associaram, na sua especificidade, para ir traduzindo em realidade este projeto de vontade.
Todos estamos conscientes que este belo espaço precisa de ser melhorado e conservado. Neste sentido, contamos com o espírito voluntário daqueles que têm o gosto apurado por querer obras que dignificam a terra. A todos quantos discretamente colaboram, uma reconhecida gratidão.

 

 

 

Pe. Virgílio

 

 

 

 

Aniversário 2016

10 de Agosto de 2016

 

 

O dia 10 de Agosto de 2016, para além de ser dia de São Lourenço é também o dia do Aniversário do Centro Social. Este dia foi celebrado com os nossos Utentes, Colaboradores e Familiares, tendo-se aproveitado a ocasião para lançar, oficialmente, o novo logótipo do Centro Social e Paroquial de São Joaninho. 

 

 

                    

 

 

 

 

 

 

Interpretação do logótipo:

 

 

Assim como a figura estilizada se posiciona no centro do coração, assim a pessoa humana é o centro da Instituição!

O braço direito, mais forte, ligeiramente fletido e curvado, faz memória do abraço, gesto de solidariedade e acolhimento. O outro braço, nitidamente levantado, é um convite à promoção humana, à elevação da condição debilitada e frágil.

Estes dois gestos são a expressão das duas vertentes da condição humana: a horizontalidade, num abraço à fragilidade, à debilidade, ao trato corpóreo, apelando à união de esforços e a dar as mãos.

Por outro, a verticalidade radica na elevação, na promoção dos valores interiores, que enobrecem o ser humano. Estas duas realidades tornam-se inseparáveis, complementares, e imprescindíveis no cuidado do outro. Estão unidas pela unicidade cordial (do coração), ponto de partida e de chegada da implementação da qualidade de vida!

As tonalidades encarnadas remetem para as "cores do coração". São diferentes e diversas, remetendo para uma concepção personalista do indivíduo. Cada ser humano é único e irrepetível, alicerçando-se nos valores de inspiração cristã!

Estas tonalidades são um grito à vida, ao calor dos sentimentos e das emoções, que traçam o agir solidário humano!

 

 

Pevirgilio